O mês de novembro é internacionalmente dedicado às ações relacionadas ao câncer de próstata e à saúde do homem, que ficou conhecido como Novembro Azul. Este movimento teve origem, em 2003, na Austrália. Desde então, diferentes estratégias de conscientização são realizadas sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce de doenças que atingem a população masculina.

O câncer de próstata é o segundo mais incidente no Brasil entre os homens. A ocorrência desse tipo de câncer se dá de forma muito mais acentuada entre homens idosos, com um aumento significativo de incidência a partir dos 60 anos e maior mortalidade após os 80 anos. Aproximadamente 65% dos casos de câncer de próstata são diagnosticados em pacientes com idade superior a 65 anos.

O que é o câncer de próstata?
É o tipo de câncer que ocorre na próstata: glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis.

Fatores de risco
- Antecedente familiar
- Má alimentação
- Idade
- Sedentarismo
- Obesidade

Sinais e Sintomas
Sintomas como urinar um pouco de cada vez; urinar com frequência, especialmente à noite; dificuldade para urinar; dor ou sensação de ardência ao urinar; presença de sangue na urina, tais sintomas podem ser indicativos de câncer de próstata. Diante da presença desses sinais, deve-se procurar o médico.

Diagnóstico do câncer de próstata
O câncer de próstata demora a se manifestar, exigindo exames preventivos constantes para não ser descoberto em estágio avançado. Em homens acima de 50 anos, pode-se realizar o exame de toque retal e dosagem de uma proteína do sangue (PSA), por meio de exame de sangue, para saber se existe um câncer de próstata sem sintomas. Entretanto, o toque retal e a dosagem de PSA não dizem se o indivíduo tem câncer, eles apenas sugerem a necessidade ou não de realizar outros exames.

Entre as medidas citadas está o toque retal, um procedimento que é realizado pelo médico e tem a duração de apenas 10 segundos. O exame tem como objetivo analisar a consistência da próstata, o tamanho e se existem lesões palpáveis através do reto na glândula.

Esse exame ainda gera muita polêmica e preconceito por muitos homens, dessa forma, é fundamental a conscientização desse público sobre a gravidade da doença e a necessidade de ações preventivas.

O homem deve buscar o médico urologista a partir dos 50 anos e realizar o exame de toque e de PSA, principais meios para detectar a doença precocemente. Quando o câncer de próstata é diagnosticado precocemente, as chances de sucesso no tratamento chegam a mais de 95%.

 

Lígia Cavalcante é enfermeira do Lar Torres Melo, mestre em Cuidados Clínicos em Saúde e especialista em Centro de Terapia Intensiva.

Artigos relacionados
Lar Torres de Melo foi agraciado, no último dia 01 de junho, com a Medalha Dower Cavalcante, do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará - Cosems...
Leia Mais [+]
Recebemos a visita da Simone, do setor de responsabilidade social da Fábrica Carioca de Catalisadores, que entregou cartinhas para os nosso idosos escritas pelo...
Leia Mais [+]
Contamos com a presença honrosa do Dr. Raphael Franco Castelo Branco Carvalho, advogado, membro presidente da comissão do idoso da OAB, membro do Comitê Gestor ...
Leia Mais [+]